Quase 600 salas de cinema do país foram beneficiadas com recursos de apoio ao pequeno exibidor

0 19
Com recursos na ordem de R$ 8,5 milhões, o Programa Especial de Apoio ao Pequeno Exibidor beneficiou 577 salas de cinema de todo o país. A iniciativa, realizada pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, teve o objetivo de preservar empregos, atender às pequenas empresas locais e manter o parque exibidor brasileiro, atingido pela pandemia do novo coronavírus. Com isso, ao menos 8 mil empregos diretos foram preservados e as salas de cinema poderão continuar com suas atividades.
Foram beneficiados 123 complexos na Região Sudeste, 65 na Região Sul, 39 na Região Nordeste, 18 na Região Centro-Oeste, e 15 na Região Norte.  Os recursos disponibilizados poderão ser utilizados em folha de pagamento de funcionários, serviços terceirizados, fornecedores de equipamentos e despesas correntes relativas ao funcionamento das salas de cinema, como custos de aluguel de equipamento e imóvel, contas de luz, de água e de telecomunicações, além de serviços gerais.
Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o resultado do projeto mostra o esforço do governo federal em ajudar a cultura e entretenimento brasileiro. “Os recursos do Programa serão fundamentais para que o parque exibidor brasileiro se prepare para a retomada e esteja pronto para reabrir com segurança. O sucesso do PEAPE é resultado concreto do nosso trabalho à frente do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA)”, disse o ministro.
O secretário Especial da Cultura, Mário Frias, destacou a importância da iniciativa para o desenvolvimento e manutenção do setor no país no pós-pandemia. “Integrada com a ANCINE e o Ministério do Turismo, a Secretaria Especial de Cultura colocou esse apoio na rua para garantir a manutenção dos empregos e evitar o fechamento das salas de cinema de pequenas empresas, que muitas vezes são as únicas opções de lazer em algumas localidades do País”, pontuou.
“Ficamos satisfeitos porque alcançamos o objetivo de descentralizar os recursos disponibilizados por todas as regiões do País e tocamos o Programa com a celeridade que o momento exigia. O foco da ANCINE sempre foi na preservação dos empregos e na sobrevivência das empresas do setor”, afirmou o diretor-presidente substituto da ANCINE, Alex Braga.
SOBRE O PEAPE – Desenvolvido na modalidade de apoio financeiro não reembolsável, o PEAPE é destinado a empresas brasileiras que pertençam a grupos de exibidores com até 30 salas de cinema. A Chamada Pública foi direcionada a empresas, registradas na ANCINE, que estiveram em funcionamento, integral ou parcialmente, durante o período de 1º de janeiro de 2019 a 29 de fevereiro de 2020.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.