Melhorias nos serviços de transportes coletivos do Município são temas de debate na CMJP

Passagem mais barata, cumprimento dos horários, segurança e humanização foram os principais assuntos debatidos na audiência pública.

0 41

Uma passagem mais barata, cumprimento dos horários, segurança, humanização e melhorias nos transportes coletivos da Capital foram os principais assuntos debatidos em audiência pública realizada na tarde desta terça-feira (10) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). A proposta foi do vereador Marcos Henriques (PT), presidente da Frente Parlamentar de Mobilidade Urbana na Casa.

Além de Marcos, a audiência contou com a participação dos vereadores Marcos Vinícius (PSDB), que secretariou os trabalhos, e Eliza Virgínia (PP); Isaac Júnior, representando o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros do Município de João Pessoa (Sintur); Tárcio Teixeira, presidente estadual do PSOL; o estudante Gabriel Gavi, representante do Comitê Contra o Aumento das Passagens; Luiz Vitor, diretor da Associação Nacional de Pós-Graduação; Renildo José, presidente da Associação de Cidadania e Inclusão Social do Valentina; bem como membros de várias outras entidades e movimentos em favor da melhoria do sistema de transporte público na Cidade.

Em seu pronunciamento, Marcos Henriques declarou que os transportes coletivos do município enfrentam vários problemas, sendo ineficientes. Na ocasião, o parlamentar lamentou a demissão em massa dos cobradores e a falta de transparência na fixação do preço das passagens. “As viagens ficaram mais lentas e estressantes. Os motoristas, além de dirigir passaram a ter outras funções, como a de cobrador”, ressaltou.

Segundo Marcos, dez projetos foram apresentados na Câmara para melhorar a qualidade dos serviços de transportes públicos, expandir benefícios para outros segmentos sociais e garantir mais transparência à planilha que subsidia a fixação dos preços das passagens. Durante a audiência, o vereador apresentou um vídeo com críticas dos usuários ao serviços de transporte no Bairro das Indústrias. O vereador defendeu a humanização da atividade.

Tárcio Teixeira comentou as ações judiciais que o PSOL impetrou na Justiça para tentar barrar o último aumento das passagens. Ele considerou o valor da passagem cobrado em João Pessoa como sendo o maior das Capitais do Nordeste. O estudante Gabriel Gavi classificou o aumento das tarifas de ônibus como abusivo e cobrou uma reação mais forte dos movimentos sindicais e estudantis contra o sistema.

Representante do Sintur admite problemas no sistema

O presidente do Conselho de Enfermagem do Coletivo Ananeri, Edson Gomes, cobrou também a extensão da linha de ônibus do bairro do Cristo Redentor até o Manaíra Shopping para atender às comunidades de Bela Vista, Bom Samaritano, além de Vale das Palmeiras I e II. Ele pediu, ainda, mais segurança para os usuários dos transportes públicos, principalmente para aqueles que retornam às suas casas no final de um dia de trabalho. Luiz Vitor lamentou que segmentos beneficiados com a gratuidade nas passagens sejam responsabilizados pelo reajuste das tarifas.

O diretor institucional do Sintur, Isaac Júnior, reafirmou que o transporte público da Capital tem problemas. Ele contou que, desde que assumiu a função, vem dialogando com as seis empresas agrupadas em dois consórcios, sobre a importância e a necessidade de melhorar o setor. Segundo Isaac o objetivo do Sindicato é aproximar o transporte coletivo dos seus clientes. “Nesses últimos três anos que assumi a função, estamos trabalhando para resolver os problemas, ouvir os clientes, sempre nos colocando à disposição para ajudar”, garantiu.

Isaac Júnior revelou que 85% das reclamações dos usuários são referentes aos serviços prestados pelos funcionários dos ônibus e não com relação à qualidade do sistema. Ele ressaltou, entre outros assuntos, que a má conservação das vias públicas influencia na prestação dos serviços e no cumprimento dos horários no itinerário dos veículos.

 

Fonte: WSCOM

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.