Procon investiga suposta cobrança abusiva do Ifood em João Pessoa

0 4

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor está notificando o aplicativo ifood para que explique denúncias de supostas práticas abusivas. Durante reunião com representantes dos donos de bares e restaurantes, os comerciantes do setor informaram que a prática mais problemática da plataforma delivery é a cobrança, entre outras, de supostas taxas abusivas que recaem diretamente na comunidade consumerista como um todo.

O secretário Helton Renê explica que o Procon-JP foi procurado e recebeu a denúncia dos comerciantes com preocupação, já que o consumidor final, aquele que recebe a comida em casa ou no trabalho utilizando o aplicativo também paga todas as taxas que incidem sobre o serviço. “Estamos averiguando as denúncias dos empresários, principalmente porque ela afeta toda a sociedade consumerista. Se há prática abusiva, nós vamos descobrir”.

O aplicativo ifood é uma alternativa que permite solicitar refeições diretamente do celular sem ter que fazer a ligação para restaurantes e lanchonetes próximos de onde você estiver. “Basta que o consumidor esteja cadastrado no app. O aplicativo vem se tornando muito popular em todo País”, informou o secretário.

“Não somos contra o avanço e modernização da logística de mercado. Muito pelo contrário, acreditamos que a internet está aí para ajudar e tornar a vida mais confortável. Entretanto, se há uma relação de consumo e se existe denúncias de problemas, seja em que nível for, com a possibilidade de o consumidor está sendo prejudicado, nós precisamos averiguar”, salienta o titular do Procon-JP.

Os comerciantes também relataram que o aplicativo não estaria disponibilizando telefone de contato para que se dirimam dúvidas ou para o caso do surgimento de algum problema.

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.