Exame de esporotricose passa a ser realizado no Lacen-PB

0 256

Secretaria de Estado da Saúde (SES) está ampliando o serviço de detecção da esporotricose humana. A partir desta semana, o Lacen–PB realiza a análise dos exames para a doença, dando mais agilidade ao diagnóstico e tratamento dos pacientes. A coleta do exame será realizada no Lacen-PB, por meio de agendamento prévio.

A esporotricose humana é uma infecção causada por fungo, por meio de trauma decorrente de acidentes com espinhos, palha, lascas de madeira, contato com vegetais em decomposição, arranhadura ou mordedura de animais contaminados por esta doença.

Também conhecida como doença do jardineiro, ela acomete principalmente os gatos e os seres humanos, provocando o surgimento de nódulos, lesões ulceradas com pus (que não cicatrizam) e que crescem ao longo de algumas semanas. A indicação do exame é para as pessoas que apresentam feridas (com ou sem nódulos) que possuem histórico de ter contato com felinos.  Em caso de suspeita da doença, o usuário deve procurar uma unidade básica de saúde, para que seja feita a avaliação das lesões e o agendamento do exame.

A coleta do material é realizada por meio do SWAB, com a retirada de um pouco da secreção da ferida com um cotonete e encaminhado para análise. De acordo com a Nota Técnica divulgada pelas SES, as Secretarias Municipais de Saúde devem marcar o exame pelo telefone 83 8872-4347, e encaminhar o usuário portando: notificação digitada (ou número do protocolo) e requisição. Após a realização da coleta, em aproximadamente 10 dias, os municípios terão acesso ao resultado no Sistema de Gerenciamento Laboratorial (GAL) para realizar a devolutiva ao usuário.

De acordo com a responsável pela Vigilância Epidemiológica em Esporotricose Humana da SES, Silmara Pereira, a realização do exame micológico é de suma importância. “O Estado já possui o avanço de ter a notificação compulsória para esporotricose humana; agora com a realização do exame micológico, poderemos ampliar a detecção com confirmação laboratorial para esta doença que é negligenciada”, enfatizou.

A esporotricose humana é uma doença de notificação compulsória no estado da Paraíba e cada município precisa organizar o fluxo das informações, que devem ser lançadas no sistema FormSUS através do link http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=40288 , após suspeita do caso em humanos.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.