Após voto de repúdio, Eliza Virgínia ameaça processar Chico César

0 541

A vereadora Eliza Virgínia (Progressista) ameaçou, nesta quinta-feira (13), durante entrevista ao repórter Fernando Braz, do programa de Rádio “Arapuan Verdade”, processar o cantor Chico Cesar, devido a sua música com supostos ataques a evangélicos e aos eleitores de Bolsonaro.

A parlamentar teve um Voto de Repúdio contra o artista aprovado, durante sessão remota na Câmara Municipal de João Pessoa. “Isso não pode passar batido. Ele [Chico César] não perde por esperar. Nós estamos estudando a possibilidade de entrar com uma ação contra ele, pelo ato grave que ele cometeu”, avisou.

Questionada sobre a postura de alguns vereadores que não concordaram com o Voto de Repúdio e queriam barrar o requerimento, a Progressista disse que o músico ofendeu evangélicos e apoiadores do presidente e por isso uma posição precisava ser tomada. “A gente não pode se indignar, não pode protestar”?, indagou Eliza, acrescentando: “Nós somos protegidos pela Constituição. E eu não vou deixar passar. Pode ser Chico César, pode ser quem for. Que venha vilipendiar, desrespeitar, insultar, ofender as pessoas que fazem culto, pode ser evangélico ou não. Ele [Chico] ofendeu 57 milhões de brasileiros que votaram no presidente e ainda disse que os evangélicos iam para os cultos cultuar satã”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.