Formação de professores em tempos de pandemia é tema de webconferência

0 457

Muitas são as discussões sobre a educação no Brasil que se intensificaram no cenário atual. Questões como desigualdade social e acesso à internet estão no centro dos debates. Para entender o papel do educador nesta nova realidade que nos é apresentada, o Instituto iungo, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, realiza, na terça-feira (23/6), a partir das 14h, uma webconferência com a temática “Formação de Professores em tempo de pandemia”.

Quem comandará o encontro, do qual os educadores poderão participar no canal do iungo no YouTube, é António Nóvoa, professor doutor da Universidade de Lisboa e embaixador de Portugal para Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). 

Para Nóvoa, uma das consequências da pandemia do novo coronavírus será uma aceleração da história, com isso, o modelo de escola que conhecemos passará por uma metamorfose. Diante disso, a formação continuada dos educadores se torna ainda mais importante. “A transição digital, por meio dos mais diversos dispositivos, irá acontecer de forma mais rápida e teremos uma mudança da escola. Será preciso criar novos ambientes de sala de aula e devemos nos reinventar enquanto educadores no pós-crise. Não há futuro para essa sociedade sem que os professores saibam estar no momento certo nesse lugar de coragem chamado agora. Precisamos discutir e compartilhar uns com os outros e reconstruir nossas aprendizagens”, disse o professor, durante a live de abertura da Formação Continuada Territorial a Distância, promovida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

Sobre o Instituto iungo

Com objetivo de promover o desenvolvimento profissional de educadores de todo o Brasil, o Instituto MRV idealizou e é o mantenedor do Instituto iungo. A iniciativa nasceu para conectar professores, gestores, centros de pesquisa e especialistas em educação para formar e fortalecer redes de práticas de ensino, produção de materiais e troca de experiências. Para a sua viabilização inicial, contou com um investimento de R$3,6 milhões. São parceiros do iungo o NAP/USP (Núcleo de Pesquisas em Novas Arquiteturas Pedagógicas da Universidade de São Paulo), a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e a Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais.

 

Sobre o Instituto MRV

O Instituto MRV acredita que os primeiros passos para trilhar um futuro com mais oportunidades estão diretamente ligados ao poder transformador da educação. Por isso desde 2014, o braço social da MRV, desenvolve e apoia importantes programas e projetos, que têm como essência oferecer possibilidades ainda maiores na área da educação. Com 1 % do lucro da companhia destinado para essas ações já foi possível proporcionar oportunidades de um futuro melhor para mais de 510 mil pessoas em cinco anos.

Assessoria

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.