ALPB vai doar protetores faciais e 30 mil máscaras a profissionais da saúde

0 151

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, realizou mais uma live, nesta quinta-feira (2), em suas redes sociais, para destacar ações do Poder Legislativo em prol do combate ao Coronavírus (Covid 19). Na oportunidade, o parlamentar revelou que a Casa está viabilizando recursos para a aquisição de máscaras e protetores faciais para os profissionais da área de saúde do estado.

“A Assembleia da Paraíba entrou na campanha de solidariedade e ajuda mutua onde todos nós precisamos estar juntos e unidos para vencer o coronavírus. Iremos adquirir 2000 protetores faciais, que serão destruídos mil na regional de Campina Grande e mil para João Pessoa e região. Vamos adquirir também no mínimo 30 mil máscaras para distribuir com todos os profissionais de saúde da Paraíba. É a nossa contribuição enquanto Assembleia da Paraíba na campanha de luta e prevenção ao coronavírus”, declarou.

Galdino disse também que na próxima sessão remota a ALPB irá apresentar uma séria de propostas para auxiliar no combate a pandemia.

O parlamentar afirmou que a economia que está sendo feita na ALPB, durante esse período de quarentena, vai contribuir para que a Casa possar doar materiais de proteção para os profissionais da Saúde.

“A Assembleia tem economizado com energia, água, já que a sede está fechada durante esse período. Então, os recursos serão investidos em protetores e máscaras faciais para os trabalhadores da saúde”, ratificou.

Outras propostas que serão apresentadas pelo presidente são requerimentos para que o Governo Federal possa antecipar a restituição do imposto de renda; pagamento de insalubridade a todos os profissionais de saúde, que estão trabalhando no tratamento dos contaminados, além de campanha para doação de sangue.

“A ALPB vem cumprindo o seu papel neste tempo de crise por conta do coronavírus, com projetos de lei, medidas para evitar a propagação do contágio e sugerindo ações para essa batalha”, ressaltou.

O presidente também vai apresentar requerimentos para que a merenda escolar continue sendo entregue durante a quarentena, mesmo sem ter aulas; para que o Congresso Nacional permita utilização de parte dos depósitos judiciais para ações de combate ao coronavírus; antecipação do 13º salário para os aposentados e pensionistas; liberação de parcela do FGTS para que os trabalhadores possam formar um capital extra; entre outras propostas.

Galdino voltou a parabenizar os profissionais que estão na linha de frente da batalha, e vai apresentar votos de aplausos na Casa para os trabalhadores que representam a segurança pública, imprensa, garis, motoboys, caminhoneiros, voluntários e os que estão diretamente ligados ao setor da Saúde.

“Graças a ajuda e ao trabalho de cada um temos travado essa luta. Todos merecem todo o nosso reconhecimento e respeito”, destacou.

O presidente também elogiou o Governo do Estado pelas medidas econômicas e sociais anunciadas para a retomada da economia.

Ele destacou as propostas elaboradas pela Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social e a Frente de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico apresentadas e acatadas pelo Poder Executivo.

“Parabenizo o governador João Azevedo pelo trabalho anunciado para amenizar os efeitos da pandemia”, disse.

Entre as medidas, está a destinação de R$ 2,3 milhões para aumento de R$ 15,00, mensalmente, no Programa Cartão Alimentação, por 90 dias, possibilitando que itens de higiene também possam ser adquiridos; Antecipação de R$ 5,0 milhões do Cofinanciamento Estadual, para repasse de recursos às gestões municipais de assistência social; a suspensão do corte de água, pela Cagepa, por atraso de pagamento da cobrança de tarifa para consumidores residenciais, entre outras.

O presidente interagiu com os seguidores durante a live e voltou a ressaltar a importância do isolamento social. Parabenizou alguns prefeitos paraibanos que têm se esforça no trabalho para conter a pandemia. Alguns gestores tiveram a oportunidade de relatar as atividades e as dificuldades para que a população fique em segurança.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.