Além de nanico, PCdoB tornou-se partido de aluguel na Paraíba

0 199

A recente adesão à pré-candidatura de João Azevêdo (PSB) a governador nas eleições estaduais deste ano colocou os “comunistas” paraibanos em evidência, após muito tempo apagado, fora de evidência e longe dos holofotes da política estadual. O anonimato talvez seja conseqüência do que o partido se tornou no Estado, além de nanico, uma legenda de aluguel.

 

A questão em discussão não é a legítima adesão a João. O partido tem todo direito de se coligar com o PSB ou qualquer outro partido, de preferência do campo da esquerda . Mas, a momentânea evidência enseja algumas reflexões sobre a postura do PCdoB na Paraíba.

 

Digo que, além de nanico, o partido se tornou legenda de aluguel, porque as últimas lideranças que obtiveram algum sucesso no PCdoB se filiam a sigla não por comungarem com sua ideologia e princípios comunistas e sim apenas com interesses pessoais, eleitoreiros, para se elegerem de uma forma mais fácil.

 

Um exemplo bem significativo é o caso do então empresário da construção civil, Zé Paulo de Santa Rita, hoje no PT. Em 2014, ele foi deputado estadual pelo partido, mas certamente não conheça uma obra sequer de Marx, que emprestou seus princípios ideológicos para criação da legenda no Brasil.

 

Em 2016, Zé Paulo abandonou o PCdoB e se filiou ao PSB para disputar a prefeitura de Santa Rita. Foi derrotado e no início deste mês trocou o PSB pelo PT. Para surpresa de todos, ao se filiar ao PT, o deputado declarou que estava entrando na sigla porque era mais fácil de se reeleger. E a ideologia, onde fica?

 

Outro caso significativo é o deputado Inácio Falcão, a nova aquisição comunista. O problema é que Falcão sempre foi um político ligado a partidos de direita. Para se ter ideia, foi eleito vereador de Campina Grande em 2008 pelo PSDB, partido no qual ficou até outubro de 2013. Deduz-se, portanto, que Falcão não tem na sua trajetória política sintonia com princípios comunistas, já que durante anos foi um tucano de bico grande.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.